COLEÇÃO
DE
INSETOS

IN MEMORIAM DO PROFESSOR WILSON

Uma homenagem a E. O. Wilson do Parque Nacional da Gorongosa

Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2022

Os membros da equipa do Projecto da Gorongosa celebram a vida e o legado de Ed Wilson, o biólogo Americano conhecido como “o Darwin moderno” que faleceu no Domingo, 26 de Dezembro de 2021 aos 92 anos, e que foi uma luz inspiradora na restauração da Parque Nacional da Gorongosa, Moçambique.

O ENCONTRO COM UM ÍCONE

Quando o Professor Edward O. Wilson chegou pela primeira vez à Gorongosa em 2011, disse-nos: “Por favor, tratem-me por Ed.” A princípio, hesitámos em ser tão informais com o homem que nós – e muitos outros – consideramos o naturalista mais importante desde Charles Darwin. Mas, apesar do seu status de ícone, Ed era um igualitário no coração, apenas um menino do Alabama (EUA) que cresceu e se tornou um dos cientistas mais famosos do mundo.

Ed foi o Professor Universitário Investigador em Entomologia (o estudo de insectos) na Universidade de Harvard (EUA) e a maior autoridade mundial em formigas. Escreveu 30 livros e mais de 300 artigos científicos, e ganhou duas vezes o Prémio Pulitzer de Não-Ficção Geral. Juntamente com uma longa lista de outros prémios e homenagens importantes, ele também recebeu a Medalha Nacional de Ciência dos Estados Unidos da América.

O legado de Ed em ciência e conservação é imenso. Ele descobriu conceitos fundamentais que se tornaram a base de campos inteiramente novos: incluindo (entre outros), Sociobiologia e Biogeografia das Ilhas – esta última formalizou a única lei verdadeira em ecologia e forneceu uma base teórica para o campo da biologia da conservação. Junto com seu amigo Thomas Lovejoy, ele apresentou ao mundo o termo “biodiversidade”, que agora é uma palavra familiar.

Durante décadas, Ed foi uma das vozes líderes e mais eloquentes do mundo para a proteção da biodiversidade. No seu livro de 1992, “The Diversity of Life ”, Ed conta a história de como a vida evoluiu neste planeta, como as espécies do mundo se tornaram diversas e como esta diversidade está agora ameaçada de extinção em grande escala. No seu livro de 1993, em que cunhou o termo “Biofilia” no título, ele explorou a conexão inata que nós, humanos, sentimos com todas as outras formas de vida na Terra.

“O Professor Wilson ampliou a sua compreensão científica da vida num amor por todas as criaturas vivas e um respeito pela dignidade de todos os seres humanos. Ele ensinou a todos nós que a autoconsciência é uma maravilha abençoada, a variedade de formas vivas é miraculosa e a adoração pela Natureza uma actividade espiritual. ”

Greg Carr, Presidente do Projecto da Gorongosa.

Amado por estudantes de todo o mundo e da Universidade de Harvard, onde leccionou, Ed também foi conselheiro de muitas das mais proeminentes organizações científicas e conservacionistas do mundo. Tudo isso seria suficiente para 100 carreiras científicas de sucesso. Mas o que é mais surpreendente e admirável é que ele não parou com estas conquistas.

Nos seus últimos anos, Ed continuou a dedicar-se a educar o mundo sobre a natureza humana e a condição humana, e a preservar a diversidade biológica que tanto estimava. Foi esta missão crítica de conservação da natureza que o trouxe pela primeira vez a quase 13.000 quilómetros de Cambridge, Massachusetts, para o Parque Nacional da Gorongosa, em Moçambique, em 2011 – aos 82 anos.

A Gorongosa é uma das grandes histórias, é inspiradora. É um bom e brilhante exemplo do que fazer com todos os nossos parques… Precisamos de um mundo de Gorongosas.” E.O. Wilson.

UMA LUZ INSPIRADORA

O Ed visitou a Gorongosa três vezes entre 2011 e 2014 e tornou-se um farol para o Projecto de Restauração da Gorongosa. Além de efectuar a sua própria pesquisa de campo sobre insectos (especialmente as suas amadas formigas) no Parque, Ed aconselhou as nossas equipas de ciência e conservação enquanto desenvolviam planos e objectivos de restauração.

Ele foi o nosso consultor na criação do nosso laboratório de ciências, que baptizámos em sua homenagem: “O Laboratório E.O. Wilson de Biodiversidade ”. Não é apenas um lugar para conduzir pesquisas biológicas numa remota paisagem natural Africana, o laboratório é um lugar onde uma nova geração inteira de líderes conservacionistas Moçambicanos, e descendentes acadêmicos de Ed, está a ser treinada. Alguns continuam a sua investigação sobre formigas, das quais cerca de 200 espécies foram identificadas durante as suas visitas à Gorongosa.

Em 2014, Ed publicou um livro sobre as suas descobertas e aventuras na Gorongosa intitulado “Uma Janela para a Eternidade: um Passeio de um Biólogo pelo Parque Nacional da Gorongosa ”. Para ilustrar o livro, Ed solicitou fotos de Piotr Naskrecki, Director Adjunto do  Laboratório E.O. Wilson de Biodiversidade. Para Piotr, a colaboração no livro foi fruto de uma longa parceria profissional e amizade pessoal:

“Eu considerava o Prof. Wilson não apenas o meu herói, mentor e inspiração para toda a vida, mas também um bom amigo. Apesar das várias ordens de magnitude da sua antiguidade (em todos os sentidos da palavra), ele sempre me fez sentir que eu poderia abordá-lo a qualquer momento, com questões grandes e pequenas. A sua generosidade era ilimitada, os seus conselhos sempre valiosos, o seu espírito incomparável em optimismo. Eu sou quem eu sou e faço o que faço principalmente por causa dele. E a melhor parte é que ele exerceu esse tipo de influência em legiões inteiras de pessoas, jovens e velhos, ao longo de toda a sua carreira. O seu legado consiste não apenas numa quantidade monumental de descobertas científicas, ramos inteiramente novos das ciências biológicas e influência sem paralelo na conservação da natureza, mas, igualmente importante, nos milhões de sementes que ele plantou na mente das pessoas. Sempre carregarei a tocha da sua paixão pela vida na Terra e a busca por entendê-la e protegê-la. Perdemos um ícone e um líder, mas não o seu espírito, e o nosso laboratório e os estudantes são uma parte importante do seu legado.”

Além de livros e artigos, Ed também foi um comunicador científico incansável em filmes e programas de televisão. Durante o seu tempo na Gorongosa, apareceu em vários documentários de alto perfil, incluindo “The Guide” (da realizadora vencedora de um Óscar da Academia, Jessica Yu); “Parque da Gorongosa: Renascimento do Paraíso”, uma série de TV em 6 partes em horário nobre para a PBS e para a National Geographic; e um documentário de 90 minutos para a PBS sobre a vida e carreira de Ed chamado “Of Ants and Men”.

Na épica série da BBC “África”, Sir David Attenborough narra uma sequência em que Ed e Tonga Torcida (um dos jovens técnicos de fauna bravia do Parque) discutem como o abundante e diversificado ecossistema da vida dos insectos – “as pequenas coisas que governam a terra” – cria tremenda esperança para o futuro do Parque Nacional da Gorongosa.

MEMÓRIAS INESQUECÍVEIS

Na Gorongosa, lembramo-nos do Ed não apenas como um grande homem, mas também como um bom homem. Nós o lembramos como um cientista brilhante, mas nunca esqueceremos as suas qualidades como pessoa: a sua amizade, gentileza e cordialidade. Ele sempre foi generoso com o seu tempo, falando com qualquer pessoa do acampamento que se aproximava dele e ouvindo com atenção e entusiasmo. Ele orientou e inspirou muitos jovens cientistas Moçambicanos durante o seu tempo no Parque, incluindo Dominique Gonçalves, Gestora do Projecto de Ecologia dos Elefantes da Gorongosa, que se lembra de Ed com carinho:

“O Professor Wilson sempre foi gentil e sempre saudava um jovem Moçambicano com um sorriso e, se ele tivesse tempo, contaria uma história das suas aventuras quando ele era jovem. Manteve jovens cientistas empenhados e actualizados através dos seus livros, que autografou e enviou a estudantes e investigadores Moçambicanos onde quer que estivessem. Sempre estará no meu coração quando em 2015, longe de casa, falei numa sessão em que especialistas discutiram um tema delicado. Como a mais jovem e talvez a única pessoa local a fazer um comentário, fiquei abalada com os murmúrios da audiência, mas o Professor Wilson colocou a mão no meu ombro e disse: ‘Excelente, muito bem!’ O seu conhecimento, apoio e conselhos continuarão a perdurar nas mentes e nos corações de todos os Moçambicanos que passam pelo Laboratório E.O. Wilson no Parque Nacional da Gorongosa.”

Para homenagear a contribuição de Ed para o Projecto da Gorongosa e o Parque Nacional da Gorongosa, os nossos cientistas baptizaram uma espécie de morcego recém-descoberta na Serra da Gorongosa em sua homenagem – o morcego-de-dedos-longos de Wilson (Miniopterus wilsoni). Estamos infinitamente gratos a Ed, e sempre tiraremos energia e inspiração da sua vida e legado.

Como última homenagem, Norina Vicente, uma jovem cientista Moçambicana que trabalha no Laboratório Wilson, oferece o seguinte testemunho pessoal sobre o seu herói científico:

“O Professor Edward O. Wilson foi uma inspiração para mim e para toda a nossa geração. Ouvi falar do Prof. Edward O. Wilson pela primeira vez em 2016 enquanto estava na universidade e fiquei inspirada ao ouvir sobre o trabalho que ele fez como naturalista, conservacionista e mirmecologista, especificamente no Parque Nacional da Gorongosa. Ele foi a minha inspiração para estudar formigas.

Desejo dizer ao Professor Wilson: Alguns de nós não tivemos a oportunidade de o conhecer pessoalmente, mas por meio de seu reconhecido e notável trabalho estamos ligados para sempre. Continuaremos com o seu legado. As suas palavras e lições continuarão a guiar-nos e os seus conselhos iluminarão o caminho dos nossos sonhos. Onde quer que esteja, manteremos o conceito que nos deu – “Biodiversidade” – e tenha certeza de que também passaremos essa mensagem para as próximas gerações. Muito obrigado por todos os conselhos e pensamentos.

Há um tempo para ensinar e aconselhar e um tempo para descansar. Que a sua alma descanse em paz.”

Para descobrir como pode continuar o trabalho inspirador de Ed, visite o website da E.O.Wilson Biodiversity Foundation: https://eowilsonfoundation.org

SOBRE O PROJECTO DA GORONGOSA E OS NOSSOS PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO CIENTÍFICA

A investigação científica é parte integrante do plano a longo prazo para a restauração do ecossistema da Gorongosa. Um conhecimento aprofundado do ecossistema da Gorongosa irá ajudar a gestão do Parque a tomar melhores decisões sobre a sua conservação. O Laboratório E.O. Wilson de Biodiversidade foi inaugurado em Março de 2014 e colocou a Gorongosa como um dos centros de investigação mais avançados da África Austral. O Laboratório tem atraído atenção nacional, regional e internacional. Cientistas de mais de trinta instituições realizaram pesquisas no Parque, como as Universidades Eduardo Mondlane e Lúrio em Moçambique; as Universidades de Coimbra e Lisboa em Portugal; as Universidades de Oxford e Kent no Reino Unido; e as universidades de Harvard, Princeton e Berkeley nos EUA.

Uma das funções do Laboratório é dar formação à próxima geração de cientistas Moçambicanos do Parque e enviá-los a universidades para obtenção de graus avançados. Os jovens (das comunidades vizinhas ao Parque ou de escolas técnicas da região), recebem auxílio financeiro total ou parcial do Laboratório e estão a cursar universidades e institutos para carreiras como veterinários, ecologistas e técnicos de laboratório. Alguns investigadores e estudantes Moçambicanos também receberam apoio da Fundação Wilson. Foundation.

O programa de Mestrado em Biologia da Conservação na Gorongosa é ministrado inteiramente dentro do ecossistema da Gorongosa, proporcionando formação em biologia da conservação, ecologia e gestão ambiental. Os estudantes Moçambicanos aplicam os conhecimentos adquiridos nos seus cursos a projectos de pesquisa prática na área. Eles desfrutam de uma bolsa de estudos integral, generosamente financiada pelo Howard Hughes Medical Institute dos EUA.

PARA MAIS INFORMAÇÕES

Para assistir ao vídeo da série da BBC sobre África, clique abaixo:

E.O. Wilson in Africa: The Future

 

Para assistir ao vídeo da Grande Reportagem da SIC com uma entrevista de Cândida Pinto ao Professor Edward O. Wilson, clique abaixo:

SIC – Gorongosa: Episódio Cientistas no Parque

 

Se desejar agendar uma entrevista com os envolvidos no projecto, ligue para Vasco Galante pelo telefone +258 822970010 (WhatsApp) ou pelo email vasco@gorongosa.net.

 

Para obter mais informações gerais, visite http://www.gorongosa.org

 

Pode acompanhar as atividades diárias do Parque Nacional da Gorongosa aqui: https://www.facebook.com/gorongosa/